5 famosas que provam que beleza não depende das medidas padrões



A beleza é uma variável que muda de acordo com gostos pessoais, culturas e gerações. Mas, como vocês já sabem, no mundo ocidental ela se tornou um padrão que poucos conseguem atingir. Aí surgem os problemas: distúrbios alimentares, procedimentos cirúrgicos radicais, preocupação excessiva com a imagem do corpo.

Parece que atualmente com o boom das redes sociais isso se tornou ainda mais intenso. Agora temos que lidar diariamente com esse padrão, onde corpos sarados e perfeitos são o objetivo a ser seguido.

Mas como nada é unânime nessa vida, vemos também surgir um outro movimento, o de aceitação do corpo e da imagem. E adivinha só. A gente do blog Guita Moda super apoia esse pensamento. É por isso que decidimos mostrar alguns exemplos de que a beleza não depende de medidas padrões.

Eis aí algumas famosas que podem te inspirar a aceitar aquilo que muitos consideram um defeito, mas que na verdade depende apenas de um ponto de vista diferente:

Ashley Graham


Ela é uma modelo muito conhecida por suas campanhas  de lingerie plus-size para a loja Lane Bryant. Além disso, a modelo vem ganhando as redes sociais com seu talento e carisma, se tornando um grande sucesso na indústria da moda.

Ashley Graham recentemente contracenou com o cantor Joe Jonas no clipe de sua banda DNC. A resposta de quem assistiu ao clipe não poderia ser melhor, não foram poucos os comentários nas redes sociais de mulheres que se sentiram representadas no clipe e muitas ficaram super felizes em ver alguém com o corpo mais semelhante ao de suas realidades recebendo destaque da mídia.

Denise Bidot


Ela foi a primeira modelo plus-size a desfilar nas passarelas na Semana de Moda de Nova York em 2014, segundo a revista Harper's Bazaar. Não há dúvidas de que muitas pessoas se sentiram mais acolhidas pelo mundo fashion ao verem modelos com o corpo diferente do que sempre vemos nas passarelas.

Ainda de acordo com a revista, Denise Bidot já apareceu em campanhas de marcas como Traget, Fovrever 21, Macy´s e Nordstrom. Vemos aí um ótimo começo para aceitação do corpo, Bidot é uma revolucionária. Principalmente em uma indústria conhecida por valorizar apenas um tipo de aparência.

Robyn Lawley


Ela também está revolucionando o mundo da moda ao posar para diversas revistas, mesmo não possuindo aquele corpo padrão. Mas engana-se quem pensa que Robyn Lawley se considera uma modelo pluz-size. Em uma entrevista à Times ela afirmou que é apenas uma modelo que está tentando ajudar mulheres em geral a aceitarem seus corpos.

Com certeza é isso que a bela consegue fazer. Ao se mostrar orgulhosa de suas medidas e de sua aparência ela também está, de alguma forma, ajudando muitas outras mulheres a fazer o mesmo.


Christina Hendricks


Ela foi uma das grandes estrelas da série Mad Men. A atriz  que possui curvas super definidas prova que não precisa ser magra para ser considerada sensual e atraente. Ela deu vários exemplos disso no decorrer da trama interpretando a personagem Joan. 

Além disso sua beleza é comparada a grandes musas do cinema como Marilyn Monroe. Então 
Christina Hendricks também pode ser considerada uma inspiração, por aceitar seu corpo e utilizá-lo em seu favor.

Kelly Brook


A atriz e apresentado britânica possui curvas para lá de generosas. Recentemente,  estudos da  Universidade do Texas apontaram  Kelly Brook como exemplo de corpo mais atraente, devido suas proporções 99 cm de busto, 63cm de cintura e 91cm de quadril. O estudo causou controvérsias por identificar como ideal de beleza um corpo que foge aos padrões já conhecidos da indústria da moda.

Mas não estamos aqui para falar de medidas certo? Que ela é super atraente não há dúvidas. Mas o que surpreende é que uma mulher incrivelmente bonita tenha sua aparência questionada devido a um padrão de beleza que impõe a magreza excessiva.


0 comentários:

Follow @revistaguita